terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Cegueira espiritual

cegueira

A teologia da prosperidade sempre cativou inúmeras pessoas, exatamente pela proposta de sanar todos os problemas, ou seja, riqueza, saúde e bem-estar. Esta teologia surgiu nos Estados Unidos da década de 40, mas somente na década de 80 ela chega ao Brasil. Mas é a partir da década de 90 que ela ganha fôlego e creio que hoje vivemos o ponto mais alto desta heresia. Em um primeiro momento, a igreja brasileira soube resistir aos encantos desta aberração teológica que produziu marcas antibíblicas para autenticar a ação do Espírito Santo na vida das pessoas.

Como explicar a atual situação em que tal abominação ganha cada vez mais espaço? Penso que a proposta desta falsa teologia vai além de simplesmente ajudar a conquistar coisas, pois antes, estabelece prioridades ao coração humano. A falsa teologia da prosperidade bem que poderia ser chamada de “teologia da vontade humana”, afinal, é exatamente isso que ela estabelece e contempla, a vontade humana sobre as questões da vida, sejam elas riqueza, saúde ou bem-estar. E o que está em evidência não é a necessidade material, mas o desejo do coração rebelde.

Recorrer ao ensino da Palavra do Senhor é sempre o caminho mais seguro. Aprendemos em Mateus 6.21: porque, onde está o teu tesouro, aí estará o teu coração. Percebemos que o coração de muitos que estão na igreja não está em Deus mas em si mesmos. O disfarce é a riqueza, a saúde e o bem-estar, mas a realidade é uma idolatria de si mesmo, e esta é a verdadeira e preocupante cegueira espiritual.

Outro importante ensino da Palavra de Deus contrario ao falso ensino é a maravilhosa declaração de Asafe no Salmo 73. 25: Quem mais tenho eu no céu? Não há outro em quem eu me compraza na terra. Entretanto, muitos estão cegos a esta bendita realidade. Não se contentam em Deus, antes, necessitam de ter o desejo irrefreável do coração satisfeito, e isto a qualquer custo.

Muito se escreveu sobre cegueira espiritual e como devemos fazer para deixar tal cegueira. Ora, isso não é matéria de mérito pessoal, antes é uma matéria que envolve a fé bíblica. Não é “fé” que poderemos ou faremos, mas é fé no redentor Jesus. Fé nas obras que ele fez. Fé na maravilhosa, perfeita e suficiente obra de salvação, ou seja, fé no autor e consumador da fé, Jesus Cristo (Hebreus 12.2). Pois somente a fé genuína receberá o santo ensino da Palavra de Deus e será por ele devidamente educado, corrigido e exortado a permanecer fiel, afinal, ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco, e nos currais não haja gado, todavia, eu me alegro no Senhor, exulto no Deus da minha salvação. (Habacuque 3.17 e 18).

Cegueira espiritual está intimamente ligada a rebeldia, pois, o cego espiritual vê a bondade do Senhor, sabe que ele está no controle de todas as coisas, sabe que Deus é justo juiz (Salmo 7.11), entretanto, pela cegueira espiritual (rebeldia), ignora todos estes preceitos, ignora esta bendita realidade, e, por fim, não descansa nos retos caminhos do ensino bíblico, pois tem de satisfazer sua própria vontade em detrimento do que está ordenado na Palavra do Senhor.

Não é prudente, não é santo e não é recomendável que os cristãos verdadeiros procedam assim.

O que importa não é a nossa vontade satisfeita, antes importa que a vontade de Deus, mesmo contrariando nossa vontade, prevaleça em nosso coração, norteando nossas decisões.

Reações:

0 comentários:

Pesquisar este blog

Pesquisar por assunto

Aconselhamento Bíblico (28) Adultério (1) Aflição (3) Agradar a Deus (4) Alegria (5) Amor (2) Amor ao próximo (1) Anarquia (1) Ano Novo (2) Ansiedade (1) Antropologia (1) Argumentação (7) Arrependimento (6) Auto-engano (1) Auto-estima (2) Auto-exame (2) Auto-justiça (4) Autoconhecimento (2) Autoridade (1) Casais (2) Casamento misto (1) Compaixão (3) Comportamento (13) Comunhão (2) Comunicação (5) Confiança (8) Conflitos (3) Confrontação (3) Conhecimento de Deus (6) Consolo (4) Contentamento (3) Convencimento (8) Coração (5) Coração de pedra (1) Cosmovisão (9) Criação de filhos (6) Cuidado da alma (6) Cuidados do conselheiro (3) Culpa (3) Dependência de Deus (2) Depravação total (1) Depressão (1) Desejos do coração (7) Deus conosco (1) Direitos (1) Dor (2) Edificação do irmão (1) Egoísmo (4) Emoções (7) Encorajamento (11) Engano (4) Escolhas (2) Esperança (3) Estudo (1) família (2) Farisaísmo (2) Fariseu (3) (3) Filosofia (1) Fundamentos (14) Glória de Deus (5) Guerra (3) Idolatria (10) Ídolos do coração (3) Imagem de Deus (1) Instrução (4) Intentos do coração (1) intimidade com Deus (1) Inversão de valores (2) Ira (2) Jean Carlos (12) Jean Carlos Serra Freitas (12) Jônatas Abdias (29) Justiça de Deus (1) Justiça própria (3) Justificação (1) Legalismo (2) Liberdade cristã (2) luta por poder (1) Más lembranças (3) meios de graça (1) Mentira (2) mil (1) milt (1) Milton Jr. (58) Monismo (1) Motivação (12) Motivações (4) Obediência (1) Objetivos (1) Oração (1) Orgulho (2) Paciência (3) Palavra de Deus (9) Passado (3) Paz (5) pecado (3) Perdão (6) Piedade (4) Plano de Deus (3) Planos (1) Prática da Palavra (17) Prática do aconselhamento (7) Presença de Deus (2) Pressupostos Teológicos (18) Psicologia (4) Psiquiatria (1) Racionalização (1) Redenção (7) Relacionamentos (7) remédios psiquiátricos (1) Remorso (2) sabedoria (5) Salvação (1) Santificação (2) Soberania de Deus (6) Sofrimento (7) Suficiência das Escrituras (23) Tarefas (2) Temor de homens (2) Temor do Senhor (1) teoria (1) Tesouros (1) tristeza (5) Unidade (1) Verdade (4) Vida cristã (26) Vontade de Deus (4)