terça-feira, 2 de agosto de 2016

Você tem que ser forte!

Há algum tempo atrás, abordei a questão do uso errado da expressão "ser forte" quando empregada para consolar outrem. Desta feita, vou abordar a mesma expressão por outro ângulo: o do encorajamento.

Comecemos por perceber que existem inúmeros encorajamentos bíblicos que dizem "sê forte!", o que leva à imediata conclusão que a recomendação não somente é bíblica, mas necessária. Talvez a passagem mais conhecida sobre este mister seja a que encontramos em Josué, quando assumia a liderança do povo em lugar de Moisés, e o Senhor lhe disse:

abdiasSê forte e corajoso, porque tu farás este povo herdar a terra que, sob juramento, prometi dar a seus pais. Tão-somente sê forte e mui corajoso para teres o cuidado de fazer segundo toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda... Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares... Todo homem que se rebelar contra as tuas ordens e não obedecer às tuas palavras em tudo quanto lhe ordenares será morto; tão-somente sê forte e corajoso. (Josué 1.6,7,18,19).

Estas palavras endossavam aquelas que o Senhor já havia enviado por intermédio de Moisés, que quando ainda vivo, disse:

Chamou Moisés a Josué e lhe disse na presença de todo o Israel: Sê forte e corajoso; porque, com este povo, entrarás na terra que o SENHOR, sob juramento, prometeu dar a teus pais; e tu os farás herdá-la.... Ordenou o SENHOR a Josué, filho de Num, e disse: Sê forte e corajoso, porque tu introduzirás os filhos de Israel na terra que, sob juramento, lhes prometi; e eu serei contigo. Deuteronômio 31. 7 e 23.

Nas batalhas que o povo de Deus teve que enfrentar e nas mais diversas situações, também encontramos várias vezes encorajamentos para que o povo "seja forte": 2 Samuel 10.12; 1 reis 20.22; 1 Crônicas 19.13; 22.13; 28.10, 20; 2 Crônicas 25.8; Esdras 10.4; Ageu 2.4.

Nossa tendência natural, frente aos desafios que Deus coloca em nossa vida, é a retração, a dúvida reticente. Muitas vezes desculpada por uma vitimização. Por vitimização quero dizer ação de procurar, constantemente, se colocar na condição de vítima da situação, sempre colocando a própria fraqueza como escudo, protegendo-se de situações reconhecidas como potencialmente dolorosas.

Talvez por conta de nossa sociedade ter comprado o ideal hedonista, que procura a qualquer custo evitar qualquer tipo de dor, invertemos a ordens dos fatores, que neste caso, alteram o produto. Conquanto o uso errado da expressão seja reprovável, sempre existe o risco de, mesmo no contexto apropriado, fazer um uso errado da teologia certa, se por encorajamento apresentarmos aquele tom de ordem que ignora as dificuldades e medos que a situação e/ou a pessoa abrigam. E sensibilidade aqui trabalha tanto no sentido de abrir os nossos olhos para a percepção da necessidade de encorajar, quanto para fazê-lo em amor, e assim cumprir a ordem: Exortamo-vos, também, irmãos, a que admoesteis os insubmissos, consoleis os desanimados, ampareis os fracos e sejais longânimos para com todos (1 Tessalonicenses 5.14). É importante perceber que quando lemos os encorajamentos da parte de Deus na Escritura, nos sentimos motivados, inspirados a prosseguir. Se um conselheiro deseja dispensar encorajamento bíblico, "sê forte" tem que cair aos ouvidos do aconselhado da mesma forma. Meu ponto aqui é que, dita a seu tempo, a palavra é bênção, única em seu poder de fazer a diferença.

Afinal, preciso ser forte?

Acredito que em certas circunstâncias, sim, pesa sobre nós a obrigação de sermos fortes para que com o encorajamento apropriado, prossigamos rumos a estes alvos. Alguns exemplos podem ajudar a deixar claro quando a frase é bem-vinda:

Você precisa ser forte na luta contra a tentação: Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca. (Marcos 14:38); Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar. (1 Corintios 10:13);

Você precisa ser forte na perseverança da fé: Se é que permaneceis na fé, alicerçados e firmes, não vos deixando afastar da esperança do evangelho que ouvistes e que foi pregado a toda criatura debaixo do céu, e do qual eu, Paulo, me tornei ministro. (Colossenses 1:23); Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. (Efésios 6:10);

Você precisa ser forte na luta contra o pecado: Ora, na vossa luta contra o pecado, ainda não tendes resistido até ao sangue (Hebreus 12:4);

Você precisa ser forte para obedecer: veja os textos já mencionados sobre Josué.

Estes são só exemplos. Vale à pena mencionar também que você só não precisa ir além das suas forças. Poderá ser que Deus até requeira que elas se exaurem, mas, ele nunca irá pedir que seja feito o que vai além do que podemos suportar. Obviamente que ele conhece nossos limites melhor do que nós mesmos. Mas o foco aqui é outro: Não inverta as coisas, e seja forte quando for preciso, e lute com todas as suas forças, para que, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabalável (Efésios 6.13)

Jônatas Abdias

Reações:

0 comentários:

Pesquisar este blog

Pesquisar por assunto

Aconselhamento Bíblico (28) Adultério (1) Aflição (3) Agradar a Deus (4) Alegria (5) Amor (2) Amor ao próximo (1) Anarquia (1) Ano Novo (2) Ansiedade (1) Antropologia (1) Argumentação (7) Arrependimento (6) Auto-engano (1) Auto-estima (2) Auto-exame (2) Auto-justiça (4) Autoconhecimento (2) Autoridade (1) Casais (2) Casamento misto (1) Compaixão (3) Comportamento (13) Comunhão (2) Comunicação (5) Confiança (8) Conflitos (3) Confrontação (3) Conhecimento de Deus (6) Consolo (4) Contentamento (3) Convencimento (8) Coração (5) Coração de pedra (1) Cosmovisão (9) Criação de filhos (6) Cuidado da alma (6) Cuidados do conselheiro (3) Culpa (3) Dependência de Deus (2) Depravação total (1) Depressão (1) Desejos do coração (7) Deus conosco (1) Direitos (1) Dor (2) Edificação do irmão (1) Egoísmo (4) Emoções (7) Encorajamento (11) Engano (4) Escolhas (2) Esperança (3) Estudo (1) família (2) Farisaísmo (2) Fariseu (3) (3) Filosofia (1) Fundamentos (14) Glória de Deus (5) Guerra (3) Idolatria (10) Ídolos do coração (3) Imagem de Deus (1) Instrução (4) Intentos do coração (1) intimidade com Deus (1) Inversão de valores (2) Ira (2) Jean Carlos (12) Jean Carlos Serra Freitas (12) Jônatas Abdias (29) Justiça de Deus (1) Justiça própria (3) Justificação (1) Legalismo (2) Liberdade cristã (2) luta por poder (1) Más lembranças (3) meios de graça (1) Mentira (2) mil (1) milt (1) Milton Jr. (58) Monismo (1) Motivação (12) Motivações (4) Obediência (1) Objetivos (1) Oração (1) Orgulho (2) Paciência (3) Palavra de Deus (9) Passado (3) Paz (5) pecado (3) Perdão (6) Piedade (4) Plano de Deus (3) Planos (1) Prática da Palavra (17) Prática do aconselhamento (7) Presença de Deus (2) Pressupostos Teológicos (18) Psicologia (4) Psiquiatria (1) Racionalização (1) Redenção (7) Relacionamentos (7) remédios psiquiátricos (1) Remorso (2) sabedoria (5) Salvação (1) Santificação (2) Soberania de Deus (6) Sofrimento (7) Suficiência das Escrituras (23) Tarefas (2) Temor de homens (2) Temor do Senhor (1) teoria (1) Tesouros (1) tristeza (5) Unidade (1) Verdade (4) Vida cristã (26) Vontade de Deus (4)