quarta-feira, 10 de maio de 2017

Minha esposa tem tatuagem: casamento, novo nascimento e o evangelho

O texto que você vai ler à seguir é a tradução de um trecho do livro Letters to a Romantic on Engagement. As informações referentes ao material original serão dadas no final do texto. Minha oração é que este emocionante relato faça tão bem a você, como fez a mim.

foto-31

Hoje é o dia do meu casamento. E eu não estou casando com a garota dos meus sonhos...

Se você tivesse me dito quando eu era adolescente que minha esposa teria setes tatuagens, um histórico com drogas, álcool e teria ido a shows de heavy metal, eu teria rido de você, teria te dado um dos meus livros sobre "corte", e te mandado passear. Meus planos eram bem diferentes, muito mais delineados com um cuidadoso plano, muito mais precisos, e muito mais, bem... sobre mim.

Veja, não era meu sonho casar com uma garota que fosse complicada. Eu nunca sonhei que eu estaria sentado em um sofá com minha futura esposa em um aconselhamento pré-nupcial, ouvindo ela chorar enquanto conta histórias de noites de bebedeira, das drogas que usou e confessando erros que cometeu nos relacionamentos do passado.

Este não era meu sonho, mas isto é algo bem melhor.

Muitas pessoas não colocariam Taylor e eu juntos. Na escola nós provavelmente não teríamos sido amigos. Ela provavelmente teria pensado que eu era o típico rapaz cristão certinho, chato e julgador; eu provavelmente teria pensado dela que era uma garota perdida, popular e festeira, que caras como eu supostamente deveriam se manter longe. Pessoas como nós, com nossos históricos e passado supostamente não se encontram, se apaixonam e se aliançam um com o outro para a vida inteira.

Mas tudo muda quando as pessoas encontram Jesus. Jesus pega pessoas como aquela adolescente festeira e o homeschooler arrumadinho e os põe juntos no casamento para tão somente mostrar algo muito maior do que seus planos bem alinhados e histórias de amor perfeitamente planejadas.

Bem no meio da confusão da vida, Taylor encontrou Jesus, e ele plantou sua bandeira na vida dela, e ela creu nele e ele a transformou. A Taylor que gastou sua vida correndo atrás de um prazer após o outro morreu, e uma nova pessoa nasceu. Uma nova pessoa com novos desejos, e um novo coração que deseja agradar a Deus, servir as pessoas e entesourar a Jesus Cristo acima de todos os outros prazeres.

É assim que eu vejo a Taylor. Ela é completamente nova, completamente transformada, completamente limpa. Não porque ela se tornou parte de algum programa de ajuda ou porque ela realmente "decidiu tomar jeito na vida". Antes porque Deus, em sua incrível e infinita bondade, tomou Taylor daquela vida em trevas, carmesim, e a fez "alva como a neve". Ele tomou todos os seus pecados e os colocou sobre seu filho, e deu a ela a justiça de Jesus para que ela a vestisse como quem veste um vestido de casamento perfeitamente branco .

Na verdade, a história de Taylor é a minha também. Quando Taylor caminhar na minha direção hoje, eu serei relembrado do quanto eu não mereço o presente precioso que ela é para mim. Eu passei muito da minha vida entoando o canto "auto-centrado" da sereia. Nada na minha vida pedia por bênçãos; na verdade, pedia por maldições eternas. Mas Deus me vestiu de branco, pôs meus pecados sobre seu Filho, e me deu um coração cheio de amor por ele.

Eu amo a Taylor com tudo o que sou. Ela é gentil, doce, paciente, divertida, linda e amorosa. Eu não mereço me casar com alguém como ela. Eu não planejei isso, mas estou muito feliz por não ter recebido o que planejei.

Então, hoje, quando ela descer aquele corredor na minha direção, eu serei relembrado de uma realidade belíssima, na qual Deus troca o pecado do meu passado e o substitui pela perfeita justiça de seu Filho. Ao contrário da opinião popular, o dia do nosso casamento não é bem o dia do nosso casamento, mas o palco da mais fantástica realidade do universo: Que Deus mandou seu Filho para morrer e assim redimir um povo para si, fazendo-o limpo pelo sangue de seu Filho.

O alvo final de Deus ao colocar Taylor e eu juntos é que ele deseja mostrar de forma única a sua graça de modo que seu povo o louve (Efésios 1.5-6). Esse é o seu propósito para o nosso casamento, e esse é o seu propósito para todo o mundo. Eu e Taylor estamos tomando parte nisso, e eu espero que você também!

Spencer H.

 

Traduzido com permissão. Introdução, in: Letters to a Romantic On Engagement. ISBN 978-1-62995-317-6  publicado por P&R Publishing Co.  P O Box 817, Phillipsburg, N J  08865

Reações:

2 comentários:

Thaís Diniz Nascimento disse...

Lindo texto obrigada por compartilhar conosco por meio desta tradução.

Heloisa Alves disse...

Muito bom!

Pesquisar este blog

Pesquisar por assunto

Aconselhamento Bíblico (29) Adultério (1) Aflição (3) Agradar a Deus (4) Alegria (5) Amor (2) Amor ao próximo (1) Anarquia (1) Ano Novo (2) Ansiedade (1) Antropologia (1) Argumentação (7) Arrependimento (6) Auto-engano (1) Auto-estima (2) Auto-exame (2) Auto-justiça (4) Autoconhecimento (2) Autoridade (1) Casais (2) Casamento misto (1) Compaixão (3) Comportamento (13) Comunhão (2) Comunicação (5) Confiança (8) Conflitos (4) Confrontação (3) Conhecimento de Deus (6) Consolo (4) Contentamento (3) Convencimento (8) Coração (6) Coração de pedra (1) Cosmovisão (9) Criação de filhos (6) Cuidado da alma (6) Cuidados do conselheiro (3) Culpa (3) Dependência de Deus (2) Depravação total (1) Depressão (1) deprevação total (1) Desejos do coração (8) Deus conosco (1) Direitos (1) Dor (2) Edificação do irmão (1) Egoísmo (4) Emoções (7) Encorajamento (11) Engano (5) Escolhas (2) Esperança (3) Estudo (1) família (2) Farisaísmo (2) Fariseu (3) (3) Felicidade (1) Filosofia (1) Fundamentos (14) Glória de Deus (6) Guerra (3) Humildade (1) Idolatria (10) Ídolos do coração (3) Imagem de Deus (1) Instrução (4) Intentos do coração (1) intimidade com Deus (1) Inversão de valores (3) Ira (2) Jean Carlos (12) Jean Carlos Serra Freitas (13) Jônatas Abdias (30) Justiça de Deus (1) Justiça própria (3) Justificação (1) Legalismo (2) Liberdade cristã (2) luta por poder (1) Más lembranças (3) meios de graça (1) Mentira (2) mil (1) milt (1) Milton Jr. (59) Monismo (1) Motivação (12) Motivações (4) Obediência (1) Objetivos (1) Oração (2) Orgulho (2) Paciência (3) Palavra de Deus (10) Passado (3) Paz (5) pecado (4) Perdão (7) Piedade (4) Plano de Deus (3) Planos (1) Prática da Palavra (17) Prática do aconselhamento (7) Presença de Deus (2) Pressupostos Teológicos (18) Psicologia (4) Psiquiatria (1) Racionalização (1) Redenção (7) Relacionamentos (7) remédios psiquiátricos (1) Remorso (2) sabedoria (6) Salvação (1) Santificação (3) Soberania de Deus (6) Sofrimento (7) Suficiência das Escrituras (24) Tarefas (2) Temor de homens (2) Temor do Senhor (1) teoria (1) Tesouros (1) tristeza (5) Unidade (1) Verdade (4) Vida cristã (26) Vontade de Deus (4)