quinta-feira, 22 de junho de 2017

PAZ COM DEUS.

sun-2297961_960_720Recentemente participei como um dos preletores do 6º Simpósio organizado pela Federação de Homens do meu Presbitério com o tema Paz com Deus. O que segue abaixo é uma breve reflexão sobre um tema tão urgente e ausente na vida de muitos.

É certo que os ímpios também buscam de alguma forma a paz. As organizações civis tentam promover a paz. Artistas se unem em torno da busca pela paz. Homens e mulheres, jovens, adultos e os mais experientes buscam alguma forma de paz.

Paz sempre foi um dos grandes temas do evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo. A igreja verdadeira deve anunciar a paz verdadeira que excede todo o entendimento (Fp. 4.7). Reconheço as dificuldades que encontramos atualmente para proclamar esta verdade. Muitos pregadores estão se especializando em “como influenciar pessoas”, outros estão ocupando a atenção de muitos contando piadas ao invés de promoverem a verdadeira instrução bíblica e, com isso, gasta-se tempo demais ouvindo o que alivia temporariamente o coração, mas não produz paz, pois não produziu quebrantamento de coração e dependência genuína de Jesus Cristo.

Vejamos alguns textos onde o tema paz aparece. Em seguida farei alguns destaques:

Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo. Romanos 5.1

Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize. João 14:27

E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus. Filipenses 4. 7

Durante décadas houve a divulgação de que doutrina engessa o coração. Ora, caros irmãos, doutrina bíblica jamais engessou o coração, mas o erro, a ausência de uma boa teologia bíblica, não apenas torna a pessoa uma presa fácil para os enganadores de plantão, como também não prepara ninguém para amadurecer o relacionamento com o Deus Altíssimo, e assim, ter uma paz crescente.

Olhe novamente para os textos mencionados acima. Veja os termos usados: Justificados, mediante a fé, paz com Deus, não se turbe o vosso coração, não se atemorize, paz com Deus, entendimento, guardará o coração, guardará a mente, e tudo isso somente ocorrerá por meio de Jesus.

Curiosamente, tais termos encontrados nestes e em outros diversos textos da Palavra de Deus têm sido ignorados. A declaração pelo desprezo ao estudo bíblico e o desconhecimento das grandes e preciosas doutrinas da graça destreinou uma geração inteira para encontrar paz em Deus e em Cristo somente.

Muitos estão procurando preencher a falta de paz com os programas da igreja. Pensam que se a agenda da vida for preenchida pelos programas da igreja, pela agenda dos diversos programas, encontrarão paz. Isso está longe de ser verdade.

Vejam o que disse Lutero:

Noite e dia eu ponderava, até que via conexão entre a justiça de Deus e a afirmação de que ‘o justo viverá pela sua fé’. Então, entendi que a justiça de Deus é a retidão pela qual a graça e a absoluta misericórdia de Deus nos justificam pela fé. Em razão desta descoberta, senti que renascera e entrara pelas portas abertas do paraíso. Toda Escritura passou a ter um novo significado [...] esta passagem de Paulo tornou-se para mim, o portão para o Céu.[1] (Lutero)

Paz com Deus significa o início da realidade celestial aqui e agora.

Para que o caminho da paz com Deus seja trilhado é necessário ter senso do pecado! Mas não é um senso do pecado diante do espelho ou perante outras pessoas. Este senso do pecado deve ocorrer diante do grande e Santo Deus.

Há dois casos antagônicos, porém, semelhantes: Adão e Isaías. Vejam no quadro comparativo como as experiências de ambos são semelhantes, porém, os resultados são tão antagônicos.

Adão

Isaías

Experiência de pecado num paraíso

Experiência de pecado numa cultura pecaminosa

A presença de Deus o impulsiona (esconder-se de Deus)

A presença de Deus o impulsiona (permanecer na presença de Deus)

Adão se esconde

Isaías permanece

Adão tenta aliviar seu pecado (dividindo a culpa com Eva)

Isaías assume a responsabilidade do seu pecado

Adão teve medo de Deus

Isaías teve medo Deus

Adão não viu a glória de Deus

Isaías viu a glória e a santidade de Deus

Adão morreu espiritualmente

Isaías teve seus pecados perdoados

Adão recebeu uma promessa

Isaías recebeu uma ordem e uma promessa

Adão é expulso do paraíso envergonhado.

Isaías continua seu ministério como servo fiel a anunciar a vinda do Messias.

Não há como fugir de Deus! Em nossa aflição, corremos o risco de levantarmos falsas e ofensivas acusações contra o caráter de Deus (Salmo 77). Duvidar da sua santa providência ou duvidar e questionar seu santo amor não é uma atitude que permitirá desfrutar da paz que este mesmo Deus oferece ao seu povo por meio de Jesus Cristo.

Desta forma, não haverá paz verdadeira (paz bíblica), se ignorarmos os ensinamentos de Jesus. A verdadeira boa instrução aquece o coração e prepara a alma para adorar a Deus continuamente.

Conclusão:

O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porquanto rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos. Oséias 4.6

É impossível ter paz com Deus se não o conhecermos, conforme ele mesmo se revela em sua Palavra. Quanto melhor o conhecermos, melhor será nossa comunhão com ele. Quanto mais sua Palavra arrebatar nosso coração, mais rica e santa será nossa comunhão com o Deus Altíssimo. Ergamos nossos olhos aos céus e contemplemos o Santo Deus que amou seu povo eternamente, ao ponto de enviar seu filho unigênito, Jesus Cristo, para morrer em nosso lugar, pendurado no madeiro, expondo publicamente nossas faltas, e atraindo sobre si mesmo toda a ira de Deus, tão somente para que pudéssemos ter paz com Deus.

Reverendo Jean Carlos Serra Freitas


[1] CURTIS, A. Kenneth; LANG, J. Stephen & PETERSEN, Randy. Os 100 Acontecimentos Mais Importantes da História do Cristianismso. São Paulo: Vida; 2003, p. 110.

Reações:

0 comentários:

Pesquisar este blog

Pesquisar por assunto

Aconselhamento Bíblico (29) Adultério (1) Aflição (3) Agradar a Deus (4) Alegria (5) Amor (2) Amor ao próximo (1) Anarquia (1) Ano Novo (2) Ansiedade (1) Antropologia (1) Argumentação (7) Arrependimento (6) Auto-engano (1) Auto-estima (2) Auto-exame (2) Auto-justiça (4) Autoconhecimento (2) Autoridade (1) Casais (2) Casamento misto (1) Compaixão (3) Comportamento (13) Comunhão (2) Comunicação (5) Confiança (8) Conflitos (4) Confrontação (3) Conhecimento de Deus (6) Consolo (4) Contentamento (3) Convencimento (8) Coração (6) Coração de pedra (1) Cosmovisão (9) Criação de filhos (6) Cuidado da alma (6) Cuidados do conselheiro (3) Culpa (3) Dependência de Deus (2) Depravação total (1) Depressão (1) deprevação total (1) Desejos do coração (8) Deus conosco (1) Direitos (1) Dor (2) Edificação do irmão (1) Egoísmo (4) Emoções (7) Encorajamento (11) Engano (5) Escolhas (2) Esperança (3) Estudo (1) família (2) Farisaísmo (2) Fariseu (3) (3) Felicidade (1) Filosofia (1) Fundamentos (14) Glória de Deus (6) Guerra (3) Humildade (1) Idolatria (10) Ídolos do coração (3) Imagem de Deus (1) Instrução (4) Intentos do coração (1) intimidade com Deus (1) Inversão de valores (3) Ira (2) Jean Carlos (12) Jean Carlos Serra Freitas (13) Jônatas Abdias (30) Justiça de Deus (1) Justiça própria (3) Justificação (1) Legalismo (2) Liberdade cristã (2) luta por poder (1) Más lembranças (3) meios de graça (1) Mentira (2) mil (1) milt (1) Milton Jr. (59) Monismo (1) Motivação (12) Motivações (4) Obediência (1) Objetivos (1) Oração (2) Orgulho (2) Paciência (3) Palavra de Deus (10) Passado (3) Paz (5) pecado (4) Perdão (7) Piedade (4) Plano de Deus (3) Planos (1) Prática da Palavra (17) Prática do aconselhamento (7) Presença de Deus (2) Pressupostos Teológicos (18) Psicologia (4) Psiquiatria (1) Racionalização (1) Redenção (7) Relacionamentos (7) remédios psiquiátricos (1) Remorso (2) sabedoria (6) Salvação (1) Santificação (3) Soberania de Deus (6) Sofrimento (7) Suficiência das Escrituras (24) Tarefas (2) Temor de homens (2) Temor do Senhor (1) teoria (1) Tesouros (1) tristeza (5) Unidade (1) Verdade (4) Vida cristã (26) Vontade de Deus (4)