quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Características de um homem biblicamente orientado. 1Timóteo 6. 3 a 16:


Biblia_sagradaLembro-me recentemente de ler uma matéria em que uma mulher estava profundamente indignada porque um homem quis ajuda-la contra um bandido. Feministas do mundo todo estão em campanha para, não apenas defender o direito das mulheres, mas, mais do que isso, o movimento feminista quer a ascensão feminista em detrimento da tão proclamada igualdade. Na realidade, o que deseja o movimento feminista é inferiorizar o homem, normalmente qualificado como opressor.

Neste turbilhão de movimentos contrários ao homem, o homem cristão deve entender que não pode ceder às investidas ideológicas que avançam sobre a igreja. O que determina seu padrão ético/moral não são conceitos ímpios. O que determina o padrão ético/moral e espiritual de um homem cristão deve ser a inerrante, infalível e suficiente Palavra de Deus.

Devemos urgentemente entender que o mundo não apenas ignora os preceitos bíblicos, mas os ignora e rejeita tais preceitos bíblicos e todos aqueles que os seguem (João 15.19).

O apóstolo Paulo, quando escreveu sua carta a Timóteo, apresentou algumas qualidades, algumas formas de como deveria ser um caracterizado o homem que é guiado pela palavra de Deus.

O homem de Deus é conhecido por fugir da prática ímpia.

O homem de Deus deve estar preparado para resistir à tentação de abrigar em seu coração tais aspectos carnais e ímpios. Vejam a lista de qualificações negativas que o apóstolo Paulo apresenta: enfatuado, nada entende, mania por questões, contendas, inveja, provocação, difamações, suspeitas malignas, altercações sem fim, mente pervertida, privados da verdade, gananciosos...

É assustador imaginar que tais qualificações negativas possam direcionar o coração de homens que deveriam espelhar o modelo maior que é de Jesus Cristo. O homem de Deus foge destas coisas e não fica bem ambientado onde tais práticas acontecem.

O homem de Deus é conhecido por seguir a: justiça, piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão.

A Palavra de Deus é mesmo incrível. Não basta “apenas” fugir. A exigência de fugir é acompanhada por uma instrução propositiva, ou seja, o homem de Deus foge da impiedade enquanto se aperfeiçoa na santidade. As duas realidades devem caminhar juntas.

O homem de Deus é conhecido por combater o bom combate da fé.

Esse combate exigirá mais do que força física. Exigirá a entrega total e completa da alma, visando um bem maior. O homem de Deus mostrará toda a sua força quando reconhecer que é fraco (2 Co 12:10) e, neste reconhecimento de sua própria fraqueza, procurará os recursos celestiais.

Visto como, pelo seu divino poder, nos têm sido doadas todas as cousas que nos conduzem à vida e à piedade, pelo conhecimento completo daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude. 2 Pedro 1. 3

Toda a força que os homens necessitam vem do Senhor e não dos conchavos espúrios. Homens biblicamente orientados não se calam diante da injustiça. Homens biblicamente orientados procuram agradar a Deus e não a si mesmo. Homens biblicamente orientados procuram promover a paz, sem jamais comprometer a verdade. Nestes dias de intenso relativismo moral/ético e espiritual, a igreja necessita que homens biblicamente orientados se apresentem para protege-la.

Dito isso, perceba que Paulo tem em mente o cuidado primeiro com o próprio Timóteo. Ou seja, antes de arriscar-se na defesa da fé, certifique-se que o seu coração está rendido ao senhorio de Jesus Cristo.

Conclusão:

Devemos todos, homens e mulheres, sermos conhecidos por nossa identificação com Jesus Cristo e não por aspectos secundários da nossa vida.

Com isso em mente, lembre-se que o Senhor nosso Deus cuida dos seus. Nunca estaremos sozinhos ou abandonados. Deus não prometeu que teríamos uma vida triunfante aqui neste mundo, mas prometeu que terminaria a obra maravilhosa que ele mesmo começou em nós.

Como digo com alguma frequência ao meu filho: O mundo é imenso, intimidador, fascinante e sedutor, mas, saiba que o nosso Deus é infinitamente maior.

Sei que muitos homens têm imensas dificuldades de se portar da maneira exigida pela Palavra de Deus. Reconhecer isso é um bom caminho, porém, é preciso clamar pela urgente intervenção de Deus, para que ele, em seu tempo e soberana vontade, nos livre da apatia e do medo de sermos o que a Bíblia exige de nós.

Reações:

1 comentários:

Luciana Reis disse...

Simplesmente perfeito. Vou encaminhar para meu esposo e os homens da minha família e igreja.
Parabéns!

Pesquisar este blog

Pesquisar por assunto

Aconselhamento Bíblico (29) Adultério (1) Aflição (3) Agradar a Deus (4) Alegria (5) Amor (2) Amor ao próximo (1) Anarquia (1) Ano Novo (2) Ansiedade (1) Antropologia (1) Argumentação (7) Arrependimento (6) Auto-engano (1) Auto-estima (2) Auto-exame (2) Auto-justiça (4) Autoconhecimento (2) Autoridade (1) Casais (2) Casamento misto (1) Compaixão (3) Comportamento (13) Comunhão (2) Comunicação (5) Confiança (8) Conflitos (4) Confrontação (3) Conhecimento de Deus (6) Consolo (4) Contentamento (3) Convencimento (8) Coração (6) Coração de pedra (1) Cosmovisão (9) Criação de filhos (6) Cuidado da alma (6) Cuidados do conselheiro (3) Culpa (3) Dependência de Deus (2) Depravação total (1) Depressão (1) deprevação total (1) Desejos do coração (8) Deus conosco (1) Direitos (1) Dor (2) Edificação do irmão (1) Egoísmo (4) Emoções (7) Encorajamento (11) Engano (5) Escolhas (2) Esperança (3) Estudo (1) família (2) Farisaísmo (2) Fariseu (3) (3) Felicidade (1) Filosofia (1) Fundamentos (14) Glória de Deus (6) Guerra (3) Humildade (1) Idolatria (10) Ídolos do coração (3) Imagem de Deus (1) Instrução (4) Intentos do coração (1) intimidade com Deus (1) Inversão de valores (3) Ira (2) Jean Carlos (12) Jean Carlos Serra Freitas (13) Jônatas Abdias (30) Justiça de Deus (1) Justiça própria (3) Justificação (1) Legalismo (2) Liberdade cristã (2) luta por poder (1) Más lembranças (3) meios de graça (1) Mentira (2) mil (1) milt (1) Milton Jr. (59) Monismo (1) Motivação (12) Motivações (4) Obediência (1) Objetivos (1) Oração (2) Orgulho (2) Paciência (3) Palavra de Deus (10) Passado (3) Paz (5) pecado (4) Perdão (7) Piedade (4) Plano de Deus (3) Planos (1) Prática da Palavra (17) Prática do aconselhamento (7) Presença de Deus (2) Pressupostos Teológicos (18) Psicologia (4) Psiquiatria (1) Racionalização (1) Redenção (7) Relacionamentos (7) remédios psiquiátricos (1) Remorso (2) sabedoria (6) Salvação (1) Santificação (3) Soberania de Deus (6) Sofrimento (7) Suficiência das Escrituras (24) Tarefas (2) Temor de homens (2) Temor do Senhor (1) teoria (1) Tesouros (1) tristeza (5) Unidade (1) Verdade (4) Vida cristã (26) Vontade de Deus (4)